02 fev 2016

Durante o planejamento de sua viagem, não pode faltar uma consulta médica referente à vacinação e cuidados ao viajar para outro Estado no Brasil ou outro país. São muito comuns problemas de saúde associados à viagem, seja de trabalho ou turismo.

Alguns destinos têm obrigatoriedade de vacinação. Um assunto de preocupação crescente, em todo mundo, é a vacinação de viajantes, tanto turistas quanto trabalhadores que se deslocam para regiões diferentes de seu país ou outras regiões do mundo (viajantes internacionais).

Cada viajante tem diferentes riscos de aquisição de doenças, dependendo do estilo, duração e itinerário da viagem.

Estima-se que a cada ano, um bilhão de passageiros utilizam transporte aéreo, e este intenso deslocamento de pessoas em viagens internacionais facilita a disseminação de patógenos, com conseqüente globalização das doenças.

Estudos epidemiológicos apontam que cerca de 20% a 70% desses viajantes relatam algum problema de saúde associado a sua viagem.

Em 3% dos casos, ocorre um quadro febril, 1,5% a 19% procuram assistência médica e 0,5% a 2% são hospitalizados.

Embora as doenças infecciosas e parasitárias respondam por apenas 1% dos óbitos em viajantes, estas contribuem para uma maior morbidade, podendo também desencadear epidemias em poucas horas, se não houver vigilância eficiente.

Dentre os principais agravos adquiridos em viagens, a malária é responsável por até 42% dos casos. Dengue, hepatite A, febre tifóide e demais gastrenterites(bacterianas, virais e causadas por protozoários) são outras doenças com grande potencial de acometer viajantes.

Especial atenção deve ser dada à diarréia do viajante, sobretudo nas viagens para países ou regiões com saneamento básico inadequado, e às infecções respiratórias. A estabilidade da economia brasileira fez com que problemas relativos aos viajantes, anteriormente quase que exclusivos de países industrializados, se estendessem ao nosso país.

Mais de dois milhões de brasileiros viajam anualmente ao exterior e a crescente inserção do Brasil no mercado internacional, estimulou também as viagens com fins comerciais, incluindo roteiros pouco usuais anteriormente.

O Sudeste Asiático, a China e a África passaram a ser destinos comuns de viajantes internacionais. Muitos turistas tendem a ser descuidados e procuram lugares exóticos, consumindo comidas típicas, bebendo água não adequadamente tratada, hospedando-se em lugares sem as devidas condições de higiene, e mantendo relações sexuais com habitantes locais, sem as medidas preventivas recomendadas.

Por todos estes fatores, torna-se de suma importância que os turistas sejam orientados quanto aos cuidados a serem tomados, medicamentos que eventualmente devam ser utilizados e vacinação contra as doenças imunopreviníveis às quais estarão expostos.

Essas medidas são fundamentais para um lazer com o máximo de segurança possível.

A CEDIPI dispõe de todas as vacinas recomendadas para viajantes, assim como atendimento médico específico para viajantes, com consulta agendada. Para mais esclarecimentos, entre em contato conosco pelo telefone (11) 3887-6111 ou envie um e-mail para cedipi@cedipi.com.br e marque uma consulta.